JPIC

JPIC é uma sigla para JUSTIÇA, PAZ e INTEGRIDADE DA CRIAÇÃO e representa uma filosofia de vida abraçada pelo Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria. Seu significado evidencia valores a serem vivenciados cotidianamente nas ações individuais, na sala de aula e no relacionamento com o próximo.

O projeto “JPIC Jovem SCM – Projeto de Inclusão” foi criado em 2002 pela Equipe Juventude-Animação Vocacional, após o Papa João Paulo II se pronunciar sobre um sinal de esperança no mundo, a “inconformidade diante dos efeitos cruéis da globalização”, e fazer um apelo a todos os cristãos para que se globalizasse também a solidariedade.

Trata-se de um chamado à sensatez, à austeridade e à conversão ecológica. Mais de cinquenta congregações religiosas internacionais formaram, na ocasião, esta rede JPIC, espalhando por todo o planeta o alerta: ou aprendemos a viver como irmãos, respeitando-nos e ao meio ambiente, ou pereceremos!

Por meio do Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria, o apelo chegou aos nossos colégios em 2003. Assim, anualmente, o JPIC se subdivide e se faz presente em diversas ações realizadas em parceria com o Serviço de Orientação Religiosa – SOR. O trabalho prioriza a abordagem de temas urgentes e carentes de soluções eficazes, geralmente à luz da Campanha da Fraternidade proposta anualmente pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Logo-jpic

Alguns dos projetos realizados:

Retiro Jovem SCM

O Retiro Jovem SCM é um encontro de jovens envolvidos no processo de construção e vivência do protagonismo, objetivando reforçar a ideia de que todos somos vocacionados a servir à vida e à vida em plenitude.

O nome pode variar em cada unidade: Retiro Jovem (Vitória, Ubá, Belo Horizonte); Retiro Jovem Vocacional SCM (Rio de Janeiro); Retiro Jovem/Jornada de Valores (Brasília). Em todos os lugares, no entanto, trata-se de um momento espiritualizante.

Alicerçado no Evangelho e na espiritualidade SCM, o Retiro ajuda os participantes a se interiorizarem; a interpretarem a própria existência e a realidade social à luz da fé; a discernirem sobre a vontade de Deus nos caminhos da história; a fortalecerem as motivações para o protagonismo social; e a elaborarem um projeto de vida que integre fé e obras.

Utiliza uma metodologia diversificada, que mescla dinâmicas de grupo e momentos individuais, música e silêncio, textos bíblicos e teatralizações, celebrações e caminhadas. Uma combinação que atrai os jovens e favorece sua experiência com Deus.

Fórum JPIC Jovem

Com duração de 2 a 4 dias, o Fórum JPIC Jovem é um evento que proporciona aos estudantes e educadores um momento exclusivo para o debate sobre questões sociopolíticas atuais, sempre iluminados pelo tema e lema da Campanha da Fraternidade. Assim, os adolescentes e jovens aprendem a analisar determinados contextos sociais, a identificar as causas de seus problemas e a apresentar propostas para solucioná-los, reconhecendo, assim, seus valores e limites.

As temáticas discutidas a cada ano estão relacionadas às diversas áreas do conhecimento. As equipes pedagógicas das disciplinas envolvidas no projeto realizam estudos, problematizam assuntos, promovem debates contextualizados, analisam questões éticas e morais e, junto aos estudantes, definem qual será a tônica dada ao trabalho.

A metodologia pode variar conforme a unidade. Em Belo Horizonte, os participantes se inscrevem em grupos temáticos, realizam os debates em horário de aula e propõem soluções para serem votadas em plenário e encaminhadas aos setores competentes. Em Brasília, os estudantes socializam as conclusões de processos e atividades desenvolvidas ao longo dos meses que antecederam o Fórum. Em Ubá, educadores e estudantes convidam autoridades do município para o debate sobre temas de comum interesse.

O importante, aqui, é o protagonismo juvenil e o incentivo à cidadania. São os jovens que coordenam os grupos e o próprio Fórum, pesquisam e argumentam sobre os assuntos debatidos, apresentam, defendem e votam propostas de solução para os problemas, encaminham as propostas consensuais às instâncias cabíveis (do Colégio, do Município, do Estado), cobram da Direção das unidades CSCM a efetivação daquilo que foi decidido. Os educadores participam dos vários momentos, ouvem e observam mais do que falam e intervêm quando solicitados ou percebem ser necessário, mas com a consciência de que são coadjuvantes do processo.

Semana de Informação Profissional e Vocacional- SINPV 

Por iniciativa da Ir. Rosa de Lima Pereira, uma das coordenadoras da Animação Vocacional da Província Brasileira do IRSCM, em 2014 iniciamos um trabalho vocacional nas unidades de Ubá e Belo Horizonte com o tema: “Batismo: raiz de todas as vocações”.

Conduzida de forma dialógica e apropriada para cada idade e nível cognitivo, a Semana de Informação Profissional e Vocacional envolve turmas do 9° Ano à 3ª Série do Ensino Médio. A discussão aborda temas como escolha profissional e projeto de vida. Todos são chamados a gerar vida, e vida em plenitude, em si próprios e no espaço e tempo onde vivem e atuam.