Brincar é importante para o desenvolvimento da criança

Publicado em 29.05.2020 - Notícias - Sem comentários

O brincar é ato fundamental para o desenvolvimento humano. É a maneira que a criança consegue para imaginar o mundo, relacionar-se e aprender tudo à sua volta, como uma forma significativa de ensino e aprendizagem. Para reforçar a importância disso, o movimento internacional Aliança pela Infância, que reúne pessoas e organizações em defesa da infância, institui a Semana Mundial do Brincar.

É uma mobilização em nível nacional e internacional que convida as pessoas a se envolverem com crianças e/ou temáticas a elas relacionadas. O objetivo é estimular a reflexão, a celebração e a promoção sobre a importância do brincar livre no desenvolvimento integral do ser humano. 

Mesmo em um cenário de distanciamento social, o brincar nunca para. Por isso, a atenção se volta para as brincadeiras com segurança e afeto em espaços domésticos, ainda que com pouco espaço e menos ar livre. O brincar se traduz no desenvolvimento integral do ser humano nos aspectos social, físico, cultural, afetivo, emocional e cognitivo.

Como a brincadeira pode ser um estímulo para a aprendizagem infantil?

A brincadeira ajuda no desenvolvimento de novas habilidades e estimula a criança a pensar e buscar explicações para determinadas situações. É essencial, e muito importante, que os pais compreendam o brincar como parte do processo de desenvolvimento da criança e, claro, que acompanhem a criança durante a primeira infância.

Os jogos e as recreações oferecem circunstâncias nas quais as crianças conseguem inserir as próprias ideias e, ainda, a imaginação no contexto da brincadeira, representando assim as emoções, a tomada de decisões e características específicas sobre o próprio modo de ser e agir.

As atividades ampliam a capacidade de cooperação, libertação e socialização. Quando elas são coordenadas por um educador, por exemplo, ele consegue aplicar o ensino e instruir a didática em um contexto no qual os pequenos têm a oportunidade de compreender e assimilar conteúdos educacionais. 

Professores e educadores promovem as atividades estimulando as crianças a partir de jogos e brincadeiras. O papel é, também, planejar o ambiente de aprendizado para que seja propício às brincadeiras que serão realizadas, observar as ações das crianças e registrar cada atitude, além de facilitar o entendimento para jogar e compreender para além da brincadeira.

Para a Coordenadora Pedagógica Geral do Colégio Sagrado Coração de Maria de Brasília, Nilva Zorzo, enquanto a criança brinca, deixa fluir suas emoções, explora e amplia as situações já vividas, recriando situações, personagens que imitam a vida real, expressa seus desejos e gostos. Por meio do brincar é possível conhecer o pensamento da criança e fazer as intervenções necessárias na interação com ela e suas histórias.

4 brincadeiras que ajudam no desenvolvimento infantil

Algumas brincadeiras estratégicas são bastante conhecidas e muito divertidas:

 

  • Amarelinha

Muitos já brincaram quando criança (e até mesmo na adolescência). A amarelinha ajuda a criança a estabelecer mais equilíbrio e estimula as noções básicas de matemática.

 

  • Jogos de carta

Os jogos de carta são divertidos tanto para a criança, quanto para o adulto. Os jogos estimulam o raciocínio lógico, a estratégia e a organização.

 

  • Bolinhas de gude

Mais uma brincadeira muito conhecida por várias gerações. O jogo ajuda a criança sobre como lidar com a frustração (quando perde o jogo ou uma bolinha), e, também, estimula as habilidades matemáticas.

 

  • Esconde-esconde

O esconde-esconde é uma brincadeira muito conhecida e divertida. A brincadeira ajuda a criança a concentrar no sentido auditivo para encontrar os escondidos, além de reforçar as habilidades matemáticas e de sociabilidade.

Em 2020, a Semana Mundial do Brincar acontece entre 25 e 29 de maio.